viernes, 7 de agosto de 2009

Correnteza!

Os sons ao fundo são meros batuques.
Os risos ao longe são sutileza...
Os olhos em volta são correnteza.
Correm os líquidos...
Correm os olhos...
Correm as gotas...
Correm os passos...

Fincam-se os pés.
Molham-se os troncos.
Socorrem-se do dilúvio os corpos.

A lua escondida... será confidência!
A mata em transe... será referência!
Nomes... ouvido!
Toques... sentido!
Pele... retidos!
Cheiros... sentidos!
Beijos. Perdidos!

Ângela Pereira.
23 de dezembro de 2008.

1 comentario:

  1. momentos inesquecíveis para sujeitos históricos da revolução socialista...

    ResponderEliminar