domingo, 25 de julio de 2010

07 de maio de 2010.

A crise bate na pele
Assola estômagos
Esquenta os ânimos

Na Usina Pumaty, Zona da Mata Sul de Pernambuco cerca de 800 trabalhadores rurais se mobilizaram pelo pagamento de seus salários atrasados. Enquanto outros submeteram-se calados a redução salarial.
Dois meses de espera e a repetição do episódio fizeram os trabalhadores perderem a paciência. Como os três fechamentos da BR anteriores, em 2009, já não mais adiantaram, eles radicalizaram a ação. Munidos de foices, facões, pedras, porretes , material inflamável e sangue nos olhos atearam fogo em três caminhões e um trator
Quebraram o escritório central da Usina até terem seus salários pagos...

Às nove horas, o carro forte chega e provisoriamente acalma os ânimos. Vitória?
Hoje... Os trabalhadores que lideravan a mobilização foram demitidos...
E os demais estão convencidos de que se mobilizar é perigoso, mas os que se mobilizaram por certo entenderam que o caminho é a luta.

Então camaradas, quais os nossos desafios? Como canalizar as revoltas espontâneas ou não, econômicas e/ou políticas para um projeto de revolução brasileira? Como reaprendera lutar? E estimular trabalhadoras/trabalhadores a perderem a paciência?

O desafio está posto! O que faremos nós?
video

No hay comentarios.:

Publicar un comentario